Economia Colaborativa e Empreendedorismo

Em uma sociedade baseada na cultura de consumo e desperdício e do individualismo, as condições de geração de bons empregos e renda digna se tornam cada vez mais precarizadas e insustentáveis. O Instituto Ecoar trabalha no sentido de contribuir para a promoção do direito de viver e produzir de forma associativa e sustentável. Trata-se de fomentar e apoiar o trabalho coletivo, a autogestão, a solidariedade e associação na produção de bens e serviços como meio de garantir sobrevivência digna às famílias, conservação de bens naturais e o cultivo de práticas sustentáveis.

assinatura convenio prefeitura de embu.JPG

Fortalecer e organizar os (as) catadores (as) da Região Metropolitana de São Paulo  

2015-2019

Financiamento: SENAES- MTE (Secretaria Nacional de Economia Solidária- Ministério do Trabalho e do Emprego)

Este projeto, executado em 36 meses de duração, teve o objetivo de fortalecer a organização dos catadores(as) da região Metropolitana de São Paulo/Oeste. Também contempla ações de busca de envolvimento de catadores não organizados e pessoas em situação de miséria na perspectiva do trabalho coletivo com base nos princípios da economia solidaria e do cooperativismo. O projeto formou a Rede Verde Sustentável, com 12 cooperativas que juntas otimizam recursos humanos, financeiros, equipamentos e veículos, comercializam em conjunto os materiais triados auferindo maiores ganhos e melhores condições de trabalho para seus cooperados.

Programa Dê a mão para o futuro

Financiamento: ABIHPEC – (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos)

2015-2019

Promoveu-se a Capacitação e Assistência Técnica para Cooperativas/Associações de catadores de materiais recicláveis no Estado de São Paulo, participantes do programa de responsabilidade pós-consumo de embalagens: “dê a mão para o futuro: reciclagem, trabalho e renda” com objetivo de melhorar sua atuação na coleta e na transformação dos materiais recicláveis pós-consumo. O projeto foi desenvolvido com a Rede Verde Sustentável, composta por 12 cooperativas sediadas na região metropolitana oeste de São Paulo. A Rede Verde foi tecida em outro projeto do Instituto Ecoar, em anos anteriores.  Um dos eixos principais foi o aprimoramento técnico e a questão de gênero, com foco na saúde da mulher, na prevenção de gravidez e no combate à violência doméstica.

abipehc.jpg
Sem título.jpg

Tramando junt@s

2018-2021

Financiamento: Fundação Laudes

Parceria: Alampyme Br (Associação Latino-Americana de Pequenas e Microempresas) 

Programa desenvolvido com o objetivo de implantar negócios sociais capazes de proporcionar trabalho e renda dignos às populações de alta vulnerabilidade socioeconômica dando-lhes acesso ao mercado e promovendo sua autonomia e emancipação. A primeira experiência está sendo realizada com o Coletivo Sartasiñani, que congrega costureiras imigrantes bolivianas da Casa Verde, bairro paulistano, que viviam e trabalhavam em situação de precariedade, a fim de permitir sua inserção no mercado da moda sustentável. 

Loja Colaborativa "Junto e Misturado" 

2021 (em andamento)

Financiador: Instituto Syn – Construtora Cyrela

Parceria: Sebrae – SP, AlampymeBr

Gestão de 04 lojas colaborativas, situadas nos Shoppings Centers da capital paulista: “Tietê Plaza Shopping, Shopping Cidade São Paulo, Shopping Center D e Grand Plaza Shopping, em Santo André.

Projeto que parte do princípio que quando trabalhamos em grupo temos enormes vantagens, como comprar mais barato os materiais, ter volume de produção, aprender uns com os outros, compartilhar espaços, máquinas, conseguir produzir mais com menos esforço e assim por diante. Realização da capacitação, gestão e administração de lojas colaborativas compartilhadas em espaços de shopping center com a finalidade de geração de renda para mulheres pequenas empreendedoras em situação de vulnerabilidade social, agravada pela pandemia. 

IMG-20211029-WA0006.jpg